7 dicas de iluminação para áreas externas

Se preocupar com a iluminação para áreas externas pode fazer toda a diferença na sua casa. Isso, porque as luzes são muito importantes para que os ambientes fiquem mais aconchegantes, além de ajudar a manter a residência mais segura.

Uma boa iluminação pode dar outra cara para seus jardins, quintais e espaços abertos, valorizando-os e fazendo com que eles fiquem muito mais atrativos para a família e para os amigos. Quer saber como fazer isso? Confira nossas dicas de hoje!

1. Escolha as lâmpadas adequadas

A escolha adequada das lâmpadas que serão utilizadas na iluminação para áreas externas vai influenciar muito no resultado final do projeto e, também, na sua conta de luz.

As lâmpadas de LED são as mais indicadas, pois possuem uma vida útil mais longa (quando comparada às demais lâmpadas) e demandam menor gasto de energia elétrica, o que fará com que você economize no fim do mês — compensando rapidamente o investimento inicial mais caro.

Outra vantagem de utilizar as lâmpadas de LED nas áreas externas é que elas são de baixa temperatura, o que evita que as plantas sejam prejudicadas pelo calor.

2. Use a iluminação para criar efeitos e dar pontos de destaque

A função primordial do projeto de iluminação é, obviamente, iluminar o ambiente. Mas você sabia que ela pode ser usada como estratégia de paisagismo e decoração? Por isso, para deixar as suas áreas externas ainda mais bonitas e sofisticadas, você pode utilizar a iluminação para criar efeitos de luz e dar destaque a pontos estratégicos.

Veja algumas dicas de como fazer isso:

1. Ilumine os espelhos d’água e os lagos ornamentais

A iluminação para áreas externas também deve incluir a iluminação submersa para lagos ornamentais ou espelhos d’água. Essa é uma excelente maneira de dar um toque a mais de charme e requinte no seu ambiente. Por isso, utilize spots projetados especialmente para essa finalidade de ficar dentro da água.

2. Utilize a vegetação

Outra boa estratégia é a de colocar os pontos de luz entre a vegetação. Assim, é possível criar o efeito de sombras, conhecido como “efeito selva”, ou “backlight”. Com esse truque, jardins, quintais e garagens ficam bem mais interessantes.

3. Destaque plantas ornamentais

A iluminação também pode ser uma excelente aliada para dar destaque a plantas ornamentais, como flores raras, canteiros decorados e arbustos podados de forma estilizada.

3. Instale sensores automáticos

A maioria das pessoas já sabe que um ambiente bem iluminado é mais seguro. Por isso, é importante investir na iluminação dos pontos de entradas da casa, que podem ser portas, janelas ou portões.

No entanto, deixar a luz acesa durante todo o tempo pode encarecer bastante a sua conta de energia. Mas não se preocupe, esse é um problema fácil de resolver: aposte nos sensores de acendimento automático. Assim, a luz só estará acesa nos momentos que você quiser, de forma que você economizará bastante energia.

Veja alguns tipos de sensores de energia:

1. Sensores de iluminação

Fazem com que as lâmpadas se acendam sempre que a claridade externa diminuir (ficando assim a noite toda).

2. Sensores de movimento

Fazem com que as luzes sejam acendidas sempre que alguém se aproxima. Eles detectam o movimento por meio de raios infravermelhos, e muitos equipamentos permitem que você defina quanto tempo a luz deve ficar acesa.

4. Aproveite as luzes coloridas

As luzes coloridas podem contribuir para compor ambientes ainda mais estilizados. As lâmpadas verdes, por exemplo, podem ajudar a intensificar a ideia de vegetação e natureza.

Outra boa opção de uso para as luzes coloridas é nos espelhos d’água, onde as cores podem se dispersar de uma forma muito bonita, deixando o ambiente com ares de diversão e criatividade.

As luzes coloridas, realmente, podem criar um efeito cênico incrível, mas é importante tomar cuidado para não exagerar. Utilize tons que combinem entre si, e faça isso de forma leve e sutil. Caso contrário, o resultado pode ser bem extravagante e nada requintado.

5. Tenha cuidado com as instalações elétricas

Uma das coisas mais importantes a serem levadas em conta na hora de fazer a iluminação das áreas externas é o cuidado com as instalações elétricas. Isso, por dois motivos primordiais: segurança e praticidade.

O primeiro deles diz respeito à possibilidade de curtos-circuitos e outros acidentes, que podem acabar resultando em incêndios. Esse é um cuidado essencial, principalmente se considerarmos que a área poderá ter uma grande circulação de crianças e animais domésticos.

Já a questão da praticidade considera que você deve pensar em todos os pontos de iluminação e tomadas antes de iniciar as obras de construção ou reforma. Depois disso, qualquer mudança pode ser bem trabalhosa, com custo mais alto e, ainda, tem um resultado final pouco harmônico.

6. Pense no posicionamento da iluminação

Na hora de iluminar a sua área externa, é importante pensar bem em todos os pontos que deverão receber luz. Para isso, considere áreas estratégicas de segurança, paisagismo e conforto visual.

Principalmente se a sua área for muito extensa, uma boa dica para conseguir fazer isso de forma eficiente é dar uma volta pela propriedade quando anoitecer. Repare em quais cantos será preciso investir mais, e onde é essencial colocar pontos de iluminação.

7. Utilize equipamentos apropriados na iluminação para áreas externas

Para que as peças escolhidas possam funcionar com todo seu potencial, é importante escolher aquelas que são adequadas para os ambientes abertos. Elas devem ser resistentes a intempéries como chuvas, incidência solar direta, ventos fortes, umidade e variações de temperatura.

Por isso, já existem no mercado equipamentos pensados especialmente para serem utilizados em jardins, garagens, quintais e ambientes aberto em geral. Além de ter uma vida útil maior e funcionar de forma mais adequada, normalmente essas peças são estilizadas com um design mais compatível e harmônico com esses ambientes.

Como você viu, cuidar bem da iluminação para áreas externas pode trazer grandes benefícios para a sua casa, deixando esses lugares mais seguros e aconchegantes. Com certeza, ambientes abertos bem planejados podem melhorar muito a qualidade de vida da sua família.

Fonte: Cubos